+
Museus e Arte

A Oração pelo Cálice, Andrea Mantegna, 1455

A Oração pelo Cálice, Andrea Mantegna, 1455

Oração pela tigela - Andrea Mantegna. 1455

Diante de nós está uma das histórias mais dramáticas do evangelho. Em desespero, Cristo se volta para o Pai com um pedido para salvá-lo do sofrimento. Mas os anjos do céu, que pareciam comunicar a Vontade Superior, estendem a cruz, como um símbolo do sofrimento futuro.

Um sonho na ideologia cristã é a morte espiritual. Os coelhos com os quais a imagem é abundante são um símbolo de timidez e alegria carnal. Os apóstolos adormecidos deixaram seu mestre. A seus pés há um grupo de coelhos, roendo algo comestível. Coelhos fogem do Salvador. Assim, simbolizando que o começo de Deus no Salvador vence o humano, os discípulos sucumbiram precisamente às fraquezas humanas.

O trabalho é escrito com precisão e muita clareza. Pinceladas ousadas, uso criativo da perspectiva e uma abundância de personagens enchem o trabalho com uma atmosfera de ansiedade e premonição cruel.

Montanhas fantásticas, a imagem simbólica de Jerusalém, árvores nuas, céus pesados ​​- todos os detalhes não são acidentais. Um corvo preto sentado em um galho de uma árvore sem vida está esperando nas asas ...


Assista o vídeo: Paulo Junior Ministrando A Santa Ceia (Janeiro 2021).